quinta-feira, 27 de julho de 2017

FAETEC DE NOVA IGUAÇU SOFRE COM A FALTA DE VERBAS

A ETEJN - Escola Técnica João Luiz do Nascimento, em Nova Iguaçu (http://etejln.com.br/), sempre foi uma referência em escola técnica e tem sido anualmente classificada entre as melhores instituições de ensino da Baixada Fluminense, além de estar entre as melhores escolas públicas do estado, de acordo com o desempenho de seus alunos no Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM.

A ETEJLN é uma instituição estadual de ensino pertencente à rede FAETEC que oferece o ensino médio concomitante, subsequente e integradamente a cursos técnicos profissionalizantes.  A escola foi entregue à população no ano de 1981 e reformada em 1998 pelo governo estadual da época.   Localiza-se na Rua Luiz de Lima, 272, na cidade de Nova Iguaçu no estado do Rio de Janeiro.

O ponto alto da ETEJN pode ser testemunhado em suas "mostras profissionais" realizadas todos os anos com os trabalhos de seus alunos. Porém, a falta de política interna de recursos e os constantes atrasos de pagamento estão transformando a escola em um estado melancólico. Nem mesmo os grandes esforços que seus diretores e coordenadores estão fazendo para manter o nível de excelência da instituição estão sendo suficientes com a falta de verbas. 

Até mesmo o veículo de intercâmbio entre alunos e escola está para terminar. O site da instituição, que fornece informações como boletins, dependências, documentos, declarações e históricos, poderá ser cancelado por falta de pagamento. A crise que abala a ETEJLN não revela apenas a falência do estado, mas a falta de compromisso com a instituição de ensino mais importante da FAETEC na baixada. As figuras políticas que sempre ocuparam seus espaços para pedir votos parecem que não estão preocupadas com a situação atual da FAETEC e de todas as suas escolas.

Os servidores continuam sem receber seus salários, aumentando a defasagem no atrasado em, no mínimo, dois meses, além  de não terem recebido o 13º salário de 2016. A categoria continua em estado calamitoso, pois a maioria não tem sequer dinheiro para ir trabalhar. Para piorar, o governo do estado só faz promessas, sem ao menos divulgar o calendário dos pagamentos devidos.
É lamentável que isso esteja acontecendo com a João Luiz. Não podemos permitir que acabem com uma instituição de ensino tão importante. Afinal, somos do Rio e temos que defender as nossas escolas, pois a educação é a base de toda boa democracia. 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Copyright © JORNAL IMPACTO | Suporte: Mais Template